Coronavírus: Igreja orienta fiéis a evitarem contato físico em missas

No lugar do abraço, um ato de ajuda ao próximo. Em vez de dar as mãos, no momento do Pai Nosso, a solidariedade humana. E não receber a hóstia diretamente na boca, mas na palma da mão para depois comungar.

 

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) emitiu um comunicado aos sacerdotes e ministros para que aconselhem e orientem os fiéis a: receberem a Eucaristia em suas mãos, evitem o abraço e o aperto de mão como gesto de paz e o dar as mãos durante a oração de Pai-Nosso. A CNBB não tem poder de indicar normas para as arquidioceses, mas faz sugestões que podem ser acolhidas pelos bispos.

O Ministério da Saúde destaca a necessidade da “etiqueta respiratória”, como lavar as mãos várias vezes aos dias e, quando espirrar, colocar o cotovelo na frente da boca.

A transmissão dos coronavírus acontece pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como: gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo (toque ou aperto de mão), contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Conforme o Ministério da Saúde, as medidas de prevenção incluem lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos; evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas; e cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.

A Arquidiocese de Belo Horizonte, MG, emitiu uma nota interessante: “Nossa orientação ao povo de Deus é que, durante as missas, em vez do abraço da paz, busquem fortalecer ainda mais o sincero sentimento de bem-querer em relação ao próximo. Na oração do Pai Nosso, no lugar de unir as mãos, seja cultivado com mais intensidade o compromisso com a fraterna comunhão. Aos nossos irmãos sacerdotes, pedimos que orientem os fiéis a receberem a Sagrada Eucaristia nas mãos, acolhendo Cristo enquanto se reza pelo irmão enfermo”. A nota diz ainda que “as ações simples, no contexto de nossas celebrações, são muito significativas neste momento em que precisamos nos unir para combater a proliferação do coronavírus. Deus muito nos abençoe nesta missão, com a intercessão materna de Nossa Senhora da Piedade – Padroeira de Minas Gerais”.

Dom Odilo Scherer, Arcebispo metropolitano de São Paulo, ainda não emitiu um pronunciamento sobre essa questão.

Tags:
1 Comentário
  • Ten Lauro
    Postado em 17:59h, 30 março Responder

    Solicito pesquisar sobre lauro henchen lendo a primeira opção extremamente importante e urgente.

Post A Reply to Ten Lauro Cancel Reply

WhatsApp chat