Penitência

CONFISSÃO

  • O que é?

O Sacramento da Penitência ou Reconciliação, conhecido popularmente como Confissão, é o sacramento do perdão divino. Por ele alcançamos a graça do perdão de Deus e a cura das feridas causadas pelos pecados em nossa alma. É um sacramento de cura, no sentido mais profundo da palavra. Há feridas em nossa alma (nosso interior) que só o perdão de Deus é capaz de sanar. E Ele, por Sua infinita misericórdia vem ao nosso socorro, de modo particular, por meio deste sacramento que é um bem, não uma obrigação; uma graça, não um dever. Pense nele como um benefício valiosíssimo à sua disposição, para lhe devolver não uma pena a pagar, mas sim a dignidade enquanto filho e filha de Deus.

  • Somos pecadores

Para receber o perdão é preciso, inicialmente, reconhecer-se pecador. Pois, apesar de sermos chamados a viver a santidade, somos também livres. Nossa condição humana está ligada à mancha do pecado, o que a Igreja chama de “pecado original”. No cotidiano da vida o percebemos como uma força que nos inclina a praticar ações más ou desordenadas. Mas Deus também nos deu um tipo de dispositivo que nos mostra quando e como deixamo-nos conduzir pelo pecado: a consciência! É ela que vai nos indicar quando estamos indo na direção errada e quando precisamos do perdão de Deus para recomeçar.

  • O perdão de Deus

Deus nos perdoa sempre, porém, pelo Sacramento da Reconciliação o perdão é experenciado de modo único e objetivo. Não é o padre que perdoa, nem a Igreja, mas sim, Deus que usa destes meios para nos alcançar. Jesus prometeu sua comunidade de discípulos à Igreja: “A quem perdoardes os pecados eles serão perdoados”. Portanto, conferiu à Ela o poder de mediar a graça especial do perdão, pelos méritos da Paixão, Morte e Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo.

  • Como acontece o Sacramento da Reconciliação?

O Sacramento da Reconciliação acontece por meio de um rito, uma ação sagrada que é ministrada pela Igreja, através do presbítero (sacerdote) ou o bispo. Todo sacramento é ação do próprio Cristo, que, por meio do Espírito Santo se faz presente e realiza a obra de Deus Pai, a salvação do ser humano.

É importante ressaltar ainda que, o Sacramento da Reconciliação não é um atendimento espiritual, nem o momento de buscar um conselho. É, como apresentado acima, um Sacramento. Tem seu discorrer de modo objetivo e se trata de um momento de profunda oração e encontro com Deus. Este rito obedece 5 passos:

  1. Contrição: Quando a pessoa que caiu em pecado reconhece o erro, sente a dor e o arrependimento. A tristeza interior de ter cedido às inclinações más e às ciladas do mal. Então, procura o sacramento.
  1. Escuta da Palavra de Deus: Nesta etapa, somos convidados a ouvir a Palavra de Deus, para nos reconhecermos pecadores, necessitados da Sua misericórdia. Caso onde você for procurar o sacramento, o sacerdote não faça os Ritos Iniciais e da Liturgia da Palavra, sugerimos que antes do exame de consciência, você leia um dos textos propostos a seguir e medite: Sl 1; Sl 50/51; Sl 89/90; Mt 2,1-12; Lc 15, 11-32; Lc 7,36-8.3; Lc 23,40-43; Lc 19,1-10; Jo 4,5-43; Jo 9,1-41.10,1-20; Jo 20,19-23.
  1. Exame de Consciência: O exame de consciência é o momento de identificarmos com clareza e precisão os pecados que cometemos, podemos ter como referência os 10 Mandamentos do Senhor. É o momento de meditar, de pensar, refletir sobre os pecados cometidos, identificando-os.

Proposta de “Exame de Consciência

  1. Confissão: Confessar é dizer a Deus seus pecados e reconhecê-los como sendo de sua responsabilidade. O pecado não é confessado ao padre, mas a Deus. O padre é o mediador; seus ouvidos, seu coração, seus gestos e palavras são usados por Deus, pela graça do Espírito Santo, para que você sinta e faça a experiência real e concreta do perdão. O amor e a misericórdia advindos do perdão de Deus são como uma injeção de ânimo, força e vitalidade que nenhuma ação humana pode oferecer.
  1. Absolvição e Satisfação: Após a confissão, tendo o sacerdote, acolhido o penitente e julgado procedente e lícita sua Contrição e sua Confissão, em nome do Senhor Jesus e da Igreja, confere-lhe a graça da Absolvição Sacramental dos pecados através da imposição das mãos e da fórmula proferida. Em seguida pede a Satisfação, que é a reparação pelo pecado cometido. Está é de suma importância e fecha o ciclo sacramental do perdão divino. Também chamada de Penitência, como um exercício para ajudar o penitente a não cair mais no pecado cometido.

 

  • Quando devo procurar este sacramento?

Recomenda-se a confissão sempre que a consciência apontar que houve um pecado cometido, para poder participar da santa missa e demais sacramentos de modo pleno e frutuoso, com todas as disposições que a graça de Deus reserva. Também antes de situações que ofereçam risco à vida e quando o risco de morte for iminente (como em casos de pessoas com a saúde extremamente debilitada) para que possa receber a unção dos enfermos e a Santa Eucaristia. Procure o Sacramento da Reconciliação sobretudo nos tempos litúrgicos propícios: Quaresma e Advento, tempos que nos preparam para celebrar os grandes mistérios de Cristo: O Natal do Senhor e a Páscoa.

  • Confissão no Santuário São Judas Tadeu

O Santuário São Judas Tadeu é o maior Santuário confessor do país. Aqui este sacramento é oferecido 12h por dia seguindo os seguintes dias e horários:

De segunda a sexta-feira das 8h às 20h
Aos sábados, domingos e feriados das 8h às 18h
Dia 28 de cada mês das 6h45 às 19h
Semana Santa, horários próprios

Obs.: Devido a Pandemia do novo coronavírus (Covid-19) os horários foram alterados, estamos atendendo todos os dias das 9h às 15h na Sala São Judas.

WhatsApp chat